26 de fev de 2014

Então? vamos falar de cinema?! - A Menina Que Roubava Livros

Olá Pessoas!

Sei que estou atrasada com essa resenha mas antes tarde do que nunca neh. XD


Elenco: Geoffrey RushEmily WatsonSophie NélisseBen Schnetzer, Nico Liersch
Direção: Brian Percival
Gênero: DramaDuração: 2h11m

Sinopse: Baseado no livro best-seller, A Menina Que Roubava Livros conta a história de Liesel, uma garotinha extraordinária e corajosa, que foi viver com uma família adotiva durante a Segunda Guerra, na Alemanha. Ela aprende a ler, encorajada por sua nova família, e Max, um refugiado judeu, que elas escondem embaixo da escada. Para Liesel e Max, o poder das palavras e da imaginação se tornam a única escapatória do caos que está acontecendo em volta deles. A Menina Que Roubava Livros é uma história sobre a capacidade de sobrevivência e resistência do espírito humano. 



Pois bem, quem já acompanha o blog sabe da minha paixão pelo livro A Menina Que Roubava Livros (que você podem ler a resenha aqui), então depois de muito tempo do lançamento do livro resolveram lançar o livro. Para a nossa alegria!

Eu fiquei preocupada porque achei que iam tirar a narração da Morte, que conta grande parte da história no livro. Então, não tiraram. Nossa narradora inusitada está no filme, porém acho bem complicado pra alguém que não leu o livro reconhecer o narrador como a morte. 

Outro ponto que me preocupava eram as passagens de tempo. A história acontece entre os anos da segunda guerra mundial, e Zuzasck, narra o crescimento de Liesel, nesses anos. Acrescentaram algumas legendadas para identificar essas passagens e as estações do ano também ajudaram, mas... no livro isso é muito mais nítido.

Não tenho o que reclamar da Liesel. Correspondeu às minhas expectativas e a atriz, Sophie Nelisse é perfeita! Hans Huberman e Rudy Steiner são outros que corresponderam.
Já Rosa Huberman deixou um pouco a desejar. No livro o autor explicita que apesar do seu jeito turrão e insensível, ela é uma mulher muito forte, com um grande coração que não tem medo de lutar. No filme porém, em alguns momentos ela parece mais uma menininha assustada. 

Senti falta das outras crianças da rua Himmel, mas entendo que acrescentar a participação delas no filme, de maneira correta, prolongaria ainda mais um filme que já é grande o suficiente.

Eu dou 5 estrelas pra adaptação porque a essência do livro é percebida em todo o filme. A fotografia é perfeita e casa com a trilha sonora. Me emocionei (leia-se chorei compulsivamente), em várias cenas, e quando o filme acabou ficou aquele sentimento de bem-estar. Só achu paia que não tenha recebido nenhuma indicação ao Oscar. 

O filme ainda está em cartaz em alguns cinemas então aconselho você a assistirem.



Bjos! Até a próxima!
Trailer:







2 comentários:

  1. Oii!

    Diferente de você eu gostei bastante da Rosa Huberman, ela não é nem de perto tão durona quanto a personagem narrada no livro, mas eu gostei bastante.

    Acho que deveriam ter retratado melhor a morte, minha imaginação estava a mil e eu fiquei um pouquinho decepcionada, mas no todo o filme é muito bom e eu chorei no final coisa que não aconteceu durante a minha leitura.

    Beijos
    http://osuficientee.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É acertaram em várias coisas, menos na contextualização da Morte. Mas, nem tudo são flores e faltou ser indicado ao Oscar! rsrssr
      Bjs

      Excluir