19 de nov de 2013

Resenha - Extraordinário

Hello peoples!
Acabei de ler Extraordinário de R.J. Palacio e, é tão lindo! *-*




Livro: Extraordinário
Autora: R.J. Palacio
Editora: Intríseca

O livro conta história de August Pullman, um garotinho que nasceu com uma anomalia genética que deixou seu rosto desconfigurado. Por conta disso August passou por várias cirurgias plásticas e reconstruções faciais, dentre outras coisas. Por conta de sua saúde frágil e em parte por conta de sua aparência, Auggie, como os familiares o chamam, nunca foi à escola. Sua mãe, Isabel, lhe ensinava em casa, até agora. 

Auggie vai enfrentar o desafio de entrar em uma escola nova onde não conhece ninguém. Ele vai entrar na quinta série e, essa não será uma tarefa nada fácil. O ensino fundamental já não é dos mais fáceis. Como sabemos e, como no livro se fala muitas vezes: crianças podem ser muito más. E como podem!

Extraordinário é um livro leve, mas que trás em seu enredo questões muito fortes: o preconceito, o bulling, as amizades, a maldade das pessoas, a bondade. Fala sobre como a vida de uma pessoa pode influenciar no curso da vida de todos a sua volta, seus amigos, família, professores. Em como o seu universo mexe com o universo das pessoas ao redor.

Confesso que senti falta de um roteiro mais conciso para a história. Fiquei esperando o momento em que o Auggie ia fazer um discurso para as pessoas dizendo a importância da gentileza mas, não. Ele agiu como Jhon Wesley (que é citado no livro), nos diz para pregarmos "Pregue. Se necessário, use as palavras". Ou seja, faça da sua vida um testemunho, uma pregação, uma demonstração de genteliza.

Uma das coisas que mais achei interessantes no livro foi a diagramação. É divido em oito partes, com pequenos capítulos. E não conhecemos a história somente sob a perspectiva do Auggie, protagonista como é comum, em livros narrados em primeira pessoa. R.J. nos dá a oportunidade de conhecermos o ponto de vista de algumas das pessoas ao redor do menino. E isso é incrível. Em diferentes momentos, temos a chance de saber como os outros veem o Auggie, como sentem em relação à sua condição, como o amam. Confesso que senti gostaria de saber como a mãe dele se sentia em relação a tudo aquilo e também o seu pai, mas, não foi dessa vez.

Quando começar a ler esse livro não vai mais querer largar. E quando acabar, provavelmente (uns 99% de chance), vai acabar chorando. E fica uma lição para a vida: "Quando tiver que escolher entre estar certo e ser gentil, escolha ser gentil." Preceito de setembro do Sr. Browne.


Livro tão bom que tirou completamente o foco do trabalho. rsrs





2 comentários:

  1. to doido para ler o livro, acho que ele tem uma lição de moral muito profunda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro é lindo. Vc vai amar e fala de um assunto sério de uma foma muito gentil.

      Excluir