7 de ago de 2013

Boa noite Tristeza!



Boa noite Tristeza!
De mansinho abristes a porta
e sem pedir licença, entrou
Deitou-se ao meu lado, de mim se apossou

Abraçou-me com suavidade
e me olhou nos olhos
Acariciou m'eus cabelos
e derramou em mim seu desespero
Sereno, como as águas de um lago trabquilo

Me fez adormecer
Agora, quando acordo
vejo sempre você ao meu lado
com a mesma serenidade de quando nos conhecemos

Mas vá Tristeza! Vá embora!
Pra eu lembrar como era antes de você
e sonhar em como poderia ser...


2 comentários:

  1. Juliene eu achei lindo de mais...

    Copiando a ultima estrofe para colocar no Facebook com os devidos créditos.

    Beijos
    http://osuficientee.blogspot.com

    ResponderExcluir