7 de mar de 2013

Resenha: As confissões de Laura Lucy




Título: As confissões de Laura Lucy
Autora: Fernanda Saads
Editora: Novo Século

Sinopse: Laura Lucy está à beira dos trinta e à beira de um ataque de nervos. De repente, a mulher decidida que pensava ser dá lugar a uma garota cheia de dúvidas diante de dois pretendentes bem-sucedidos, bonitos e charmosos; Sorte no amor e nos negócios é possível? Entre faturas de cartão de crédito, hambúrguer e batata-frita, amor incondicional pelo secador de cabelos e livros de autoajuda, ela tenta se equilibrar e conseguir realizar seus sonhos mais secretos.


                                                   ♠♠♠

As confissões de Laura Lucy é um livro divertido e de fácil leitura. Narrado em primeira pessoa, por Laura  que é uma personagem que nos conquista logo nas primeiras páginas. Ela é sagaz, determinada, um pouco sem noção, com um coração enorme (com quem merece, é claro!), antenada com as últimas tendências da moda e uma compradora compulsiva. Além de um pouco solitária. Mas esse último muda quando ela conhece Bernardo e Baruk. O problema é decidir por qual está mais apaixonada e quem está realmente interessado em casamento. Rsrs



Laura é dessas que brigam por uma bolsa em liquidação e que não consegue ficar dois dias sem comprar uma roupa. E a medida que suas contas vão se amontoando na cabeceira da cama, mais ela as ignora considerando o limite do cartão de crédito para um novo vestido, um sapato que combine... afinal, com as contas dando tanta dor de cabeça ela precisa se distrair. E ela tem uma explicação excelente que lhe garante sempre um bom motivo pra comprar uma roupa nova:



"O problema é que roupa a gente não compra quando precisa. Compra quando tem vontade. Não é como absorvente ou arroz. É roupa."

pág. 16


Sou bem assim com livros. rsrsrs


Me identifiquei com a Laura em muitos momentos: ela trabalha em uma área que eu gostaria de me especializar, que é Marketing; não dispensa um bom sanduíche com batata frita, mas principalmente ela sabe o poder de um cartão de crédito.



"É incrível o poder de um cartão de crédito na mão. A gente compra e nem sente o dinheiro sair."
                                                                                                                                                    pág.132


E realmente é bem assim. O problema é quando a fatura chega no mês seguinte. Aí você paga o cartão fica sem dinheiro e pra não morrer de fome_ ou pelada no caso de Laura, você usa o cartão novamente. É um ciclo vicioso!


Gostei da escrita da Fernanda Saads, ela consegue fazer com que Laura seja mais que a personagem de um livro narrado em primeira pessoa, sendo como uma amiga que confidencia seus segredos mais íntimos enquanto passeamos pelo shopping. O romance na narrativa vem na medida certa, nem muito meloso, nem muito tórrido e o principal: sem drama.  


A diagramação poderia ser um pouco melhor. Há certas mudanças bruscas de um cenário para o outro e não tem nada para sinalizar a transição. Nem um espaço, um asterisco, nada. Em uma linha Laura acorda de manhã encarando o quarto bagunçado, e na seguinte ela está aturando sua chefe exploradora. E a confecção do livro não é em papel pólen. Mas, penso que isso é uma característica dos livros brasileiros. Não me lembro de ter lido um livro nacional que viesse com as páginas amareladas.

E pra fechar, deixo pra vocês as duas músicas que inspiraram o nome da personagem Laura Lucy. E não deixem de ler As confissões de Laura Lucy. É diversão garantida!




Lady Laura - Roberto Carlos


 ps: Nunca tinha prestado muita atenção à letra dessa música. É muito linda!


                                                   

                                                     Lucy - Beatles







                                                                                                                                                                                                                                 



4 comentários:

  1. Nunca li esse livro. Na verdade, ainda nem tinha ouvido falar sobre ele.
    Pelo modo como você o descreveu, parece ser muito bom e do estilo de livros que eu curto, hehe.
    Gostei da resenha ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É bom mesmo Jaine. É desses livros divertidos de ler sabe. Que quando a gente vê já acabou! rsrs
      E obrigada! =)

      Bjo

      Excluir
  2. Olá tudo bem, pelo o que percebi este livro é um chick-lit certo, ainda não me aventurei muito por este gênero mas pretendo, afinal ler um livro bem leve só pra passar o tempo é muito bom, ainda mais quando estou com a cabeça cheia da faculdade e quero esquecê-la por um tempo, mas estou selecionando cuidadosamente os livros que irei obter deste gênero.
    Se eu não me engano esta autora é a mesma que escreveu Do Seu Lado, um outro chick-lit certo? Será que estamos testemunhando o surgimento de uma autora exclusiva deste gênero aqui no Brasil, pois isso seria algo formidável, nossa literatura precisa se diversificar mais.
    Abraços.

    http://viciadoemlivrosefilmes.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seria mesmo muito bom uma autora exclusiva desse gênero aqui. E se for, Saads está fazendo direitinho! =)

      Bj

      Excluir