28 de mar de 2013

Então? vamos falar de cinema? - Oz Mágico e Poderoso


Antes do filme vou contar pra vocês o que aconteceu depois da sessão de 21h45, que eu erroneamente calculei que acabaria às 23h45.

Depois de 2 horas de filme, que resultaram na perda do meu ônibus que não por um acaso era o último, minha amiga Pâmela e eu ficamos presas no shopping (estou falando sério, as saídas estavam todas fechadas). Depois de rodarmos boa parte do lugar alguém teve a boa vontade de enfim abrir umas das saídas pra gente, e quando estávamos felizes indo pegar um outro ônibus, dois seguranças da estação, simplesmente nos mandaram pra rua!!

Ok. Tudo bem! A gente teve que dar a volta pelo lado de fora da estação, na rua deserta depois da meia-noite, numa calçada sem iluminação. Segurança? Quem se preocupa com ela?!

Aí estamos nós lá,caminhando em direção ao ponto quando de repente Ludmila agarra o meu braço ao mesmo tempo em que solta um grito de pavor mortal, que quase me mata do coração, e eu nem sei o que está acontecendo. Olho pra um lado olho pro outro. Não sei se corro, não sei se grito. Eis que ela me pergunta: "Cê viu o tamanho do rato?" ¬¬

_ Realy? 
_ Realy! ¬¬'

Eu quase tive um infarte por causa de um rato. Dois passos adiante outra ratazana, outro grito, outro infarte. Tudo em menos de 3 minutos. Concluí que tenho um coração muito forte.

Viramos a esquina, vemos o ônibus. Motorista nos vê correndo igual loucas, o que ele faz? Desce com o ônibus pra facilitar a nossa vida? Claro que não! Faz a gente correr até o ponto! Legal d+ ele.
Mas graças a Deus, depois dessa pequena aventura conseguimos chegar na outra estação e pegar o circular da madrugada. Sobrevivemos! =)

Depois desse desabafo vamos ao filme. Porque é a isso que essa sessão é dedicada neh. Não aos acontecimentos extraordinários da minha vida!

                                                                     ★



Oz Mágico e Poderoso

Elenco: James Franco, Mila Kunis, Michlele Williams, Rachel Weisz
Direção: Sam Raimi
Gênero: Fantasia
Duração: 130 minutos (mentira é mais)
Sinopse Oscar Diggs (James Franco) trabalha como mágico em um circo itinerante, é bastante egoísta, mas é seu envolvimento com mulheres que o acaba levando para uma mágica aventura na Terra de Oz. Chegando lá, ele conhece a bruxa Theodora (Mila Kunis), que o apresentar para a irmã Evanora (Rachel Weisz). Acreditando que estaria fazendo um bem para a população local, ele decide enfrentar a bruxa Glinda (Michelle Williams), mas descobre que ela lembra um amor do passado e seu comportamento em nada se assemelha ao de alguém realmente malvado. Dividido entre saber quem é do bem e quem é do mau, Oscar se depara com um lugar rico em belezas, cheio de riquezas, estranhas criaturas e também mistérios. Vivendo este conflito, o ilusionista vai usar sua criatividade para salvar o tranquilo povo de Oz das garras de um poderoso inimigo. Para isso, contará com a inusitada ajuda de Finley, o macaco alado, e uma menina de porcelana.

                                                                       ★

Vamos começar pelo 3D, que realmente era 3D. Não assisti muitos filmes com essa tecnologia mas, os que vi antes desse, deixavam muito a desejar. Tinham um material excelente que poderia garantir altas emoções na sala de cinema, mas que não foi explorado muito bem. Já em Oz, o diretor soube fazê-lo de forma genial. Tem cena que dá friozinho na barriga, outras em que impulsivamente a gente se desvia das flechas voando em nossa direção.

Além do efeito 3D bem feito, o cenário (que lembra muito o de Alice no país das Maravilhas) é lindo e rico. A montagem perfeita, combinado com os figurinos belíssimos e uma fotografia também muito bela. A equipe de efeitos visuais está de parabéns.

Não posso deixar de falar da interpretação dos atores. Gostei de todos menos da Mila Kunis. Não sei, ela me pareceu vazia, com uma ingenuidade mal feita. Mas em parte, a culpa é da cópia dublada que assisti (ninguém merece filme dublado). Já os outros atores, bem, parece que suas personagens foram feitas exatamente para eles.


A história: Eu gostei mas, tem muitos aspectos que deixam a desejar. Um deles é o desfecho da bruxa Theodora (Mila Kunis), ela merecia um final mais legal. Outra coisa chata são os diálogos desnecessários. Se não fosse por eles eu não teria perdido meu último ônibus. Sei que diálogos são importantes para contextualizar a história, o problema é quando ao invés disso eles só fazem alongar o filme.
É interessante que você, se nunca assistiu O Mágico de Oz de 1939, assista. Não que não dê pra entender o filme sem ter assistido o anterior, mesmo porque é uma história diferente. Mas é legal porque se você viu o filme de 1939,  vai conseguir ver as referências feitas a ele.

O humor no longa veio na medida certa. Sem exageros e piadinhas forçadas, e fazendo jus a classificação livre. Ainda que a bruxa má em certas cenas cause um medo de assustar crianças, dá pra ir ao cinema com us coleguinhas de 8 anos sem problemas.

No mais não se pode dizer que Oz Mágico e Poderoso seja tão bom quanto O Mágico de Oz mas, é um filme legal, fofo e engraçadinho. Tudo que um feriado prolongado pede. E o melhor, sem sala de cinema lotada, já que o filme estreou no começo do mês.

Então pessoas é isso. Espero que curtam a dica e se já assistiram o filme, contem aí nos comentários o que acharam. E bom feriadão pra todo mundo e lembrem-se: Se beber não dirija! e use camisinha! =p

                     
                                                Trailer






2 comentários:

  1. Nossa acredita que eu perdi esse filme no cinema? E agora lendo sua descrição me arrependi porque também não assisti nenhum filme 3D que me fizesse pensar que o preço justifica. Queria ter assistido a esse...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Num desanima não June. Virão outros e muitos melhores. A tecnologia 3D é algo incrível mas, ainda hoje é pouco explorado. Tem muitos filmes com material pra fazer algo incrível mas, simplesmente não fazem. Vai entender neh.

      Bjos!

      Excluir