24 de dez de 2012

Resenha: Encanto

Todo o encanto que senti lendo Sereia, se perdeu quando li  Encanto.


Título: Encanto
Autora: Tricia RayburnEditora: Verus

Nada tem sido normal na vida de Vanessa desde que ela descobriu que sua irmã foi morta pelas sereias – mulheres fatais das profundezas marinhas – e que tudo que sabia sobre sua família era falso. Seu namorado, Simon, sempre foi o porto seguro de Vanessa, mas agora ele está de volta à faculdade numa cidade distante, e ela acaba se envolvendo com o lindo e popular Parker, seu colega de escola. Repensando seu relacionamento com Simon e incerta sobre as intenções de Parker – e sobre as suas em relação a ele -, ela está mais perdida do que nunca. Assustada com tudo que vem descobrindo em relação a si mesma e à sua família desde que se transformou em sereia, Vanessa nunca se sentiu tão só. Mas seus problemas pessoais devem ser postos de lado, pois as sereias malignas de Winter Harbor estão de volta e querem vingança. Agora, Vanessa precisa entender seu passado e aceitar que é tão fascinante e perigosa quanto suas adversárias.

 ♠♠♠

Ps: Essa resenha pode conter spoiler.

Se em Sereia a emoção e a ação demoram a aparecer, em Encanto, quase não existe. A narrativa é repetitiva e lenta.  

Vanessa está de volta à Boston, iniciando seu último ano letivo, cheia (novamente) de dúvidas inúteis, que não a levam a lugar algum. Ela passa a maior parte do tempo perdida em devaneios, tomando água salgada às escondidas e longos banhos salgados. Ao invés de aceitar os poderes que tem e descobrir como usá-los, ela fica o tempo inteiro dizendo como sua vida está perdida por conta do "monstro" que se tornou. Paciência.

"Aquele era meu futuro. Escondida em banheiros. Bebendo água salgada. Tentando escapar da desidratação que podia me matar. A srta. Mulligan e eu poderíamos falar sobre universidade todos os dias da semana, mas não importaria. Mesmo que eu chegasse lá, aulas, trabalhos, meu diploma, minha carreira em potencial, nada disso mudaria o fato de que eu seria apenas uma coisa quando crescesse.

Um monstro." pág. 47

Será que ela nunca assistiu nenhum desenho animado de super-heróis? Porque se tivesse assistido talvez ela entendesse que "não são os poderes que você tem, mas para quê decide usá-los que dizem o que você é."


O que mais me irritou , porém, é que uma conversa poderia ter resolvido grande parte dos problemas de Vanessa. Afinal, um de seus maiores tormentos, era que Simon só estava apaixonado por ela devido ao seus poderes. Só que não passou pela cabeça dela em nenhum momento que o que ele sentia veio bem antes da sua transformação?!

"Eu sabia que Simon me amava. Infelizmente, também sabia o motivo." pág. 15
                                                                                              
Ainda na pág. 15:

"Porque aquele momento ia acabar. Tinha que acabar. Às vezes eu me sentia tão maravilhada, tão feliz, que me permitia fingir que não acabaria. Mas os lembretes estavam sempre por perto."

Um pouco depois disso ela vai tomar um banho e berber água salgada, pois já estava se sentindo desidratada.

Mas o livro tem algumas partes boas, como por exemplo, o passado da Vanessa que vai sendo desvendado ao poucos trazendo um pouco de suspense à narrativa, que é lenta e cansativa em muitos momentos. Apesar disso, o final é bom, faz com que a gente fique com vontade de ler o próximo. Quanto à capa, prefiro a de Sereia, mas essa tem tudo a ver com o livro.



ps: Espero que gostem, e sintam-se a vontade para expressar a sua opinião!










6 comentários:

  1. Amei sua resenha, e se não me engano vi a resenha do primeiro livro também, e achei super interessante. Mas perdi a vontade de ler os dois livros!
    Beijos,

    Letícia
    www.odomdaescrita.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Brigada e não desanima não, Lê. O segundo é fraquinho mas o 1º compensa. E estou na torcida pra que o 3º também seja bom.

      Bjos

      Excluir
  2. Essa é a segunda resenha que leio sobre esse livro, e agora fiquei confusa, pois as duas expressam pensamentos completamente opostos, rs.
    Não tenho muita vontade de ler esse livro, mas quem sabe um dia, rs,

    beijos,

    Juliana,
    http://ser-escritora.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Juliana apesar do pesares o livro seus pontos bons.
      E o primeiro é excelente! E apesar de Encanto ser lento e até cansativo, é aquele tipo de livro que a gente lê rapidinho!

      Bjos!

      Excluir
  3. Você disse exatamente o que eu senti. Em Sereia, eu achei que as coisas foram mais ou menos, mas pelo menos foram (!), enquanto em Encanto foi uma enrolação sem fim. Além disso, achei que no clímax tudo foi rápido demais e até confuso. Não gostei. Espero que o último volume compense.
    Ah e tem um selo para você lá no blog!
    Beijos,

    Anna - Querida Prateleira
    http://queridaprateleira.blogspot.com.br/2012/12/selo-este-blog-eu-visito-e-recomendo.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É Anna estamos na torcida para que o próximo volume seja melhor!
      Menos enrolação inútil, e mais ação.

      Obrigada pela indicação e pela visita!

      Bjos
      Juliene

      Excluir